Sobre a despacho de serviços mínimos no sector rod...
07 Ago. 2019 20:04Sobre a despacho de serviços mínimos no sector rodoviário de mercadorias

Para a FECTRANS/CGTP-IN confirma-se a apreciação feita relativamente à argumentação e às carac [ ... ]

Leia mais ...
Esclarecimento sobre a negociação no sector rodovi...
07 Ago. 2019 16:49Esclarecimento sobre a negociação no sector rodoviário de mercadorias

Face à divulgação de declarações que tentam deturpar a intervenção da FECTRANS no actual proc [ ... ]

Leia mais ...
Soluções para os problemas da pilotagem nas Admini...
07 Ago. 2019 16:38Soluções para os problemas da pilotagem nas Administrações Portuárias

O Sindicato OficiaisMar/FECTRANS subscreveu um documento com as administrações portuárias, com me [ ... ]

Leia mais ...

Com este Orçamento do estado todos os trabalhadores irão ter um menor rendimento por via do aumento da carga fiscal, por via de maiores custos nos acessos à saúde, ao ensino e os trabalhadores do sector público terão os seus salários reduzidos entre 2,5% e 12%.

Como os trabalhadores vão ganhar menos, o governo já decidiu um aumento dos custos de principais bens e serviços, entre os quais os dos transportes.

Por outro lado, é o ano em que entra em vigor o aumento da idade de reforma para os 66 anos.

Será um novo ano, com políticas velhas, que visam o empobrecimento de quem trabalha e dos reformados e pensionistas, ao mesmo tempo que continua a dar todas as condições para o enriquecimento de quem já é o detentor de grande parte da riqueza produzida em Portugal.

É um ano novo em que os trabalhadores, para defenderem o direito a uma vida digna, têm que retomar a luta com toda a força, com mais vigor e determinação em todos os sectores.

Luta essa, que apesar da época festiva continuam em muitas empresas nas mais diversas formas, inclusive no dia de hoje e de amanhã – SPDH, Carris, CP, CP-Carga, EMEF, CTT, estando já marcadas novas lutas na Rodoviária do Tejo – dia 7 de Janeiro; Carris Tur – dia 10 Janeiro; Barraqueiro/Ribatejana – 9 e 10 Janeiro; Metropolitano de Lisboa – 9 15 Janeiro das 05h30m às 09h30m; Carris-Tur - 10 Janeiro das  7h00 às 11h00m e outras se seguirão em defesa da valorização dos salários, da defesa da contratação colectiva e por melhores condições de vida e trabalho.

Com desejos de um Ano Novo, com reforço da combatividade por novas políticas, que respeitem e dignifiquem quem trabalha e quem já trabalhou, a FECTRANS apela a todos os trabalhadores o reforço da sua mobilização e da construção da unidade na acção em cada local de trabalho, condição essencial para se levar de vencida as lutas que termos que travar.

Tradução

ptenfrdeitrues

4º Congresso

IPTRANS

Protocolo

Visitantes

Temos 258 visitantes e 0 membros em linha