Cabecalho Sindicaliza Te 2020


 

Os trabalhadores da STCP, empresa tutelada pelo Ministério do Ambiente, continuam por ver cumprido...

A actividade postal continua a ser o grande – enorme mesmo – suporte da actividade dos CTT. Basta...

Ontem teve lugar no Ministério das Infraestruturas uma nova reunião com a presença da Inspectora...

Dia 15 de Setembro, pelas 17 horas realiza-se nova reunião no MIH - Ministério das Infraestruturas...


 

1.Os STCP reduzem os seus “gastos com pessoal” de 39,999 para 36,933 Milhões de Euros, ou seja, em 7,7%. Mas essa redução deve-se essencialmente à redução nas remunerações com o pessoal, que reduzem de 30,561 para 26,725 Milhões de Euros, ou seja, 12,5%! Só o dinheiro para despedir é que aumentou de 0,954 para 2,871 Milhões de Euros...E consegue essa redução de despesas com pessoal por via do despedimento (passa de 1496 trabalhadores para 1318 trabalhadores) e por via da redução do preço pago pela força de trabalho.

2.Os STCP aumentam a sua receita de exploração fruto do brutal aumento no preço dos transportes. Assim, apesar de ter transportado menos 1 Milhão de passageiros (uma quebra de 1%) a empresa tem um aumento de receita de 3%, passando de 49,3 para 50,8 Milhões de Euros em vendas. São 1,5 Milhões de Euros cobrados a mais (e a menos utentes).

3.É assim que a Empresa apresenta um saldo de exploração positivo de 6,119 milhões de Euros face aos 2,869 Milhões de 2010! Mas, vai dar um resultado líquido final ainda mais negativo que em 2010, passando de -37,677 para -54,545 Milhões de Euros. E porquê? Porque paga à banca uma renda crescente.

4.De facto, os STCP já em 2010 haviam pago a astronómica quantia de 28,4 Milhões de euros em juros. Mas em 2011 pagaram 48,5 Milhões de Euros. Mais 20,1 Milhões de euros!

5.Se fizermos as contas, e somarmos os 4 Milhões ROUBADOS ao trabalho, com os 1,5 Milhões ROUBADOS aos utentes, dá-nos um total de 5,5 Milhões. Completamente insuficientes para a crescente gula da banca!

6.As contas dos STCP dão-nos ainda um outro indicador sobre o que está a acontecer a Portugal e às Empresas Públicas. São os indicadores dos custos de produção ligados ao combustível, que crescem brutalmente entre 2010 e 2011, com aumentos de 27% no custo do gásoleo e da electricidade por 100Km (respectivamente, de 46 para 58,25 e de 33,03 para 42,04). Um desvio de 1 milhão de euros que foi direitinho para as multinacionais...

Tradutor

Agenda

setembro 2020
D Sb
30 31 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 1 2 3
29 Set. 2020
03:00PM -
Reunião de Trabalhadores TVDE

Informação por email

50º Aniversário

CARTAZ FINAL PRINT JPG

Sindicaliza-te

LOGOTIPO SINDICALIZACAO

Videos

IPTRANS

logo iptOferta Formativa

Veja aqui ------>>>>>>

Visitantes

Temos 138 visitantes e 0 membros em linha

Estatistica

Visualizações de artigos
1239327
Hoje
Ontem
Semana
3740
3997
86879



 Av. Álvares Cabral 19, 1250-015 Lisboa - Telef: 21 845 3466 * E-mail: [email protected]

Direitos de autor © 2020 FECTRANS - Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um software livre produzido sob a licença GNU GPL.