TST: Trabalhadores determinados na luta
06 Fev. 2020 13:54TST: Trabalhadores determinados na luta

No decurso de uma greve que paralisou praticamente toda a empresa, os trabalhadores da TST – Trans [ ... ]

Leia mais ...
Dia Nacional do Trabalhador Ferroviário
06 Fev. 2020 13:42Dia Nacional do Trabalhador Ferroviário

O SNTSF e a FECTRANS entendem que o Dia Nacional do Ferroviário, (iniciativa que decorre na forma d [ ... ]

Leia mais ...
Mais e melhores transportes públicos
05 Fev. 2020 17:52Mais e melhores transportes públicos

Dirigentes sindicais, membros das Comissões de Trabalhadores e representantes das Comissões de Ute [ ... ]

Leia mais ...
  • Entrevista a Isabel Camarinha, Secretária-geral da CGTP-IN

    Feb 18, 2020 | 14:16 pm

    Isabel Camarinha defende um patamar mínimo de 90 euros para o aumento do salário dos trabalhadores da Função pública. A secretária-geral da CGTP-IN afirma que existe uma degradação dos serviços públicos por falta de valorização dos trabalhadores e que o[…]

1.Os STCP reduzem os seus “gastos com pessoal” de 39,999 para 36,933 Milhões de Euros, ou seja, em 7,7%. Mas essa redução deve-se essencialmente à redução nas remunerações com o pessoal, que reduzem de 30,561 para 26,725 Milhões de Euros, ou seja, 12,5%! Só o dinheiro para despedir é que aumentou de 0,954 para 2,871 Milhões de Euros...E consegue essa redução de despesas com pessoal por via do despedimento (passa de 1496 trabalhadores para 1318 trabalhadores) e por via da redução do preço pago pela força de trabalho.

2.Os STCP aumentam a sua receita de exploração fruto do brutal aumento no preço dos transportes. Assim, apesar de ter transportado menos 1 Milhão de passageiros (uma quebra de 1%) a empresa tem um aumento de receita de 3%, passando de 49,3 para 50,8 Milhões de Euros em vendas. São 1,5 Milhões de Euros cobrados a mais (e a menos utentes).

3.É assim que a Empresa apresenta um saldo de exploração positivo de 6,119 milhões de Euros face aos 2,869 Milhões de 2010! Mas, vai dar um resultado líquido final ainda mais negativo que em 2010, passando de -37,677 para -54,545 Milhões de Euros. E porquê? Porque paga à banca uma renda crescente.

4.De facto, os STCP já em 2010 haviam pago a astronómica quantia de 28,4 Milhões de euros em juros. Mas em 2011 pagaram 48,5 Milhões de Euros. Mais 20,1 Milhões de euros!

5.Se fizermos as contas, e somarmos os 4 Milhões ROUBADOS ao trabalho, com os 1,5 Milhões ROUBADOS aos utentes, dá-nos um total de 5,5 Milhões. Completamente insuficientes para a crescente gula da banca!

6.As contas dos STCP dão-nos ainda um outro indicador sobre o que está a acontecer a Portugal e às Empresas Públicas. São os indicadores dos custos de produção ligados ao combustível, que crescem brutalmente entre 2010 e 2011, com aumentos de 27% no custo do gásoleo e da electricidade por 100Km (respectivamente, de 46 para 58,25 e de 33,03 para 42,04). Um desvio de 1 milhão de euros que foi direitinho para as multinacionais...

Tradução

ptenfrdeitrues

4º Congresso

Ponto Seguro

Protocolo

Visitantes

Temos 198 visitantes e 0 membros em linha

Cargas e descargas

CargasDescargas

REGISTE AQUI AS SITUAÇÕES DE INCUMPRIMENTO RELATIVAS ÀS CARGAS E DESCARGAS

Informação email

Agenda

No mês passado fevereiro 2020 Próximo mês
D Sb
week 5 1
week 6 2 3 4 5 6 7 8
week 7 9 10 11 12 13 14 15
week 8 16 17 18 19 20 21 22
week 9 23 24 25 26 27 28 29

Guia da parentalidade