#gruemenu.grue

Esta acção, que é apenas mais uma, numa luta certamente longa, mas da qual não desistiremo. O retorno ao posto de trabalho é um direito destes trabalhadores porque ocuparam postos de trabalho permanente, tanto assim é, que a administração da CP/EMEF, logo após a denúncia que fizemos desta situação, (que foi uma das primeiras medidas que assumiram após a sua tomada de posse), fez um pedido de autorização para admissão de 10 trabalhadores para aquela oficina.

Enquanto despediu estes, a administração da CP/EMEF obteve autorização para admissão de 7 trabalhadores, embora em termos precários, para as oficinas do Entroncamento, para dar resposta ao trabalho para a FERTAGUS, que é operador privado. Então porque demora tanto a autorização de admissão de trabalhadores para reparar o material da CP operador público, que é a dona da EMEF? Facilidades para os privados, dificuldades para o público?

Tradutor

enfrdeitptrues

IPTRANS

Protocolo

Visitantes

Temos 154 visitantes e 0 membros em linha

Informação email

Agenda

No mês passado junho 2018 Próximo mês
D Sb
week 22 1 2
week 23 3 4 5 6 7 8 9
week 24 10 11 12 13 14 15 16
week 25 17 18 19 20 21 22 23
week 26 24 25 26 27 28 29 30

Guia da parentalidade

Ponto Seguro